Prepare-se para amamentar! Veja aqui como você pode fazer isso!

prepare-se para amamentar
Imagem: Blog IBBL

Amamentação é vida, vida transmitida de mãe para bebê, as campanhas de amamentação tornam esse momento tão perfeito e cheio de romantismo, que a gente nem consegue imaginar que existam tantos desafios nessa caminhada. Pois na vida real infelizmente as coisas não são sempre tão perfeitas assim.

E isso é muito importante de ser abordado, para não pegar nenhuma puérpera de surpresa, afinal já são tantas surpresas que a maternidade trás, que algumas delas podemos evitar ou minimizar os impactos, não?! Então um pouco de conhecimento ajuda muito nessa hora, é claro que o dia a dia é que irá determinar o andar da amamentação, mas nos preparar para esse momento tão importante e especial ajuda e muito!

Dicas para prepare-se para amamentar

1- Prepare-se psicologicamente

Exato. Primeiro passo de como prepare-se para amamentar é se preparar psicologicamente para esse momento. Não crie tantas expectativas, nem seja tão inflexível e idealista a ponto de ignorar que algumas coisas podem acontecer diferente do que você imaginou e isso faz parte, está tudo bem!

Falamos tanto de julgamentos maternos, mas os primeiros julgamentos que sofremos são os nossos próprios. Criamos tantos ideais para esse momento, seja porque somos exigentes demais com nós mesmas, ou porque simplesmente não fazemos ideia do que nos espera de verdade, pois como disse as vezes a amamentação é tão romantizada, que parece que quando o bebê nasce, a gente põem ele no peito e tudo vai acontecer automaticamente, do tipo o bebê já nasce sabendo mamar e a mãe já sabe o que fazer após parto, do tipo é instintivo, e não tem como dar errado, mas infelizmente não só tem, como há chances grandes que dê muita coisa errada nesse processo, errada eu me refiro no sentido idealizado da amamentação, porque para dar certo, é preciso determinação, abdicação, rede apoio, informação, coragem e muita força de vontade!

2- Informe-se

Hoje em dia com a internet ao acesso de todos, é tão mais fácil encontrar informação boa à acesso livre. Então se informe, converse com outras mães, encontre sua rede de apoio, converse com seu médico(a) sobre isso, leia livros sobre o assunto, quanto mais informação você tiver, menos “perdida” você estará quando tudo acontecer.

Porque será super normal surgirem muitas dúvidas, mas naquelas horas em que você não puder ligar para ninguém para tirar aquela dúvida que surgiu as 3 horas da madrugada, você vai poder buscar no seu próprio “banco de dados” que foi acumulando conhecimento e informação ao longo dos meses sobre o assunto, que muitas respostas você encontrará dentro de você mesma.

3- Agora vamos para a parte prática

É super normal os seios racharem, sangrarem, ficarem machucados com a amamentação, não que seja um regra mas é muito normal, até a mãe e o bebê se entenderem, e aprenderem a fazer a pega correta, isso pode acontecer.

E mesmo que o bebê faça a pega certa desde o início é muito comum que ainda assim o peito fique rachado e machucado, simplesmente pelo fato de que a pele do mamilo é fina e delicada e quando o bebê começar a mamar, ele estará sugando, apertando e esfregando essa pele por no mínimo de 30 à 40 minutos de 3 em 3 horas, ou até em intervalos de tempo menores.


Aproveite e confira:


Então como preparar os seios para esse momento “hard” da vida dele?!

Precisamos ajudar essa pele a ficar mais resistente de forma gradativa para evitar as fissuras.

Banho de sol:

Esse é um importante aliado das gestantes, encontre um lugar na sua casa que seja reservado o suficiente para que possas tirar o sutiã e expor o seios aos raios de sol por 15 minutos diários. Cuidado para evitar queimaduras, portanto o mais aconselhado é tomar o banho de sol, no período da manhã, até as 10h e após as 15h da tarde. O banho de sol, torna os seios mais resistentes, prevenindo as rachaduras e fissuras. Não esqueça de colocar filtro solar nas mamas, menos na região das aureolas e mamilos. Caso você não tenha um espaço para poder tomar banho de sol diariamente nos seios, você pode usar como substituto uma lâmpada de 40 W a 30 cm de distância dos mamilos.

Bucha vegetal:

Ela era muito recomendada antigamente, mas hoje em dia desaconselha-se o uso dela, pois a manipulação do mamilo durante a gestação, libera ocitocina, que pode causar contrações uterinas antes da hora. Outro agravante para o uso da bucha vegetal é que sem saber a medida exata de força a se empregar, pode se causar fissuras e machucados desnecessários nos mamilos, então o melhor é conversar com seu médico sobre o uso ou não da bucha.

Creme ou óleo hidratante:

Eles podem ser usados para evitar estrias, mas apenas na região das mamas e não na região da auréola e mamilo.

Lave os seios apenas com água:

Os sabonetes e cremes acabam por remover a hidratação natural dos mamilos e podem ocasionar rachaduras e fissuras.

Mamilos invertidos:

Ou mamilos “virados para dentro” se esse for seu caso, você precisará durante a gestação estimulá-los para “virem para a fora”, através de massagens ou o uso de conchas rígidas que ajudam na “formação” do mamilo, mas é insubstituível o aconselhamento do seu médico, pois só ele poderá lhe fornecer o melhor tratamento para ajudar no preparo da amamentação nesse caso.

Gostou das dicas para prepare-se para amamentar?