Tempo da soneca do bebê (quando acontecem as transições)

sonecas do bebê
imagem: Bebê Abril

Você sabe como ocorrem as transições do sono diurno na vida dos pequenos? Quando as famosas sonecas dos bebês começam a diminuir? Leia esse post e saiba o que esperar das sonecas:

Maternidade: uma palavra que carrega centenas de dúvidas, sentimentos e reflexões. A gente sabe que o mundo das mamães e dos bebês é amplo, cada dia uma descoberta, uma novidade e uma indagação. Uma delas é com relação às sonecas dos pequenos. E isso vai desde o tempo necessário, período de transições e necessidade disso tudo.

Desde que elas chegam ao mundo as crianças mudam os hábitos de sono, principalmente as sonecas diurnas. Hoje vamos falar sobre essas transições.

Quantas sonecas os bebês precisam por dia em cada fase da vida e como identificar todas essas mudanças:

De 0 a 3 meses:

Geralmente o bebê não tem um padrão definido para as sonecas. Esta é uma fase muito marcada pela livre demanda de sono, ou seja, o bebê dorme bastante (muitas vezes fica acordado apenas para o tempo da higiene e alimentação), sem horário definido, sempre que sentir necessidade.

Se o bebê não dormir, ele fica irritado, chorão, pode ter aumento das cólicas e entra em um ciclo onde passa horas acordado, inclusive prejudicando o sono noturno, onde o bebê precisará receber muito apoio para se acalmar e finalmente dormir. O ideal neste período é não deixar seu filho mais do que 40 minutos acordado.

Primeira transição (de 5 para 4 sonecas)

De 3 a 4 meses – um período muito bom para já tentar manter uma rotina com 4 sonecas por dia, entre intervalos de mamada de 2h30 à 3h00. Nesta fase seu filho já entendeu a diferença entre dia e noite e já é possível fazer uma agenda para perceber se existe algum padrão nas horas que ele faz o sono diurno. 


Aproveite e confira:


Segunda transição (de 4 para 3 sonecas)

Aos 4 meses – Nesta fase, seu filho já consegue se manter mais tempo acordado, e já é possível perceber um certo padrão nos horários (uma de manhã, outra no meio do dia e uma última soneca à tarde).

Terceira transição (de 3 para 2 sonecas)

Dos 6 aos 8 meses – Quando inicia a alimentação sólida, o bebê passa a ficar mais tempo acordado e muitos começam a negar a última soneca. O bebê faz a soneca da manhã geralmente perto das 10h00 e a segunda soneca perto de 14h00 e a transição começa quando a criança tem dificuldade em fazer a terceira soneca. Seu filho pode dormir um ou dois dias, não dormir em outros e certamente enquanto este padrão de sono se ajusta, nos dias em que a última soneca não acontece, o ideal é colocar a criança para dormir um pouco mais cedo (para que a janela de sono não fique tão grande).

Quarta transição (de 2 para 1 soneca)

Dos 14 aos 18 meses – Esta transição causa uma mudança na rotina da criança, porque o ideal é que a soneca aconteça no meio do dia, logo depois do almoço, para que o cansaço não tome conta do seu filho no fim da tarde. Quando a transição acontece, o ideal é que a criança almoce perto de 11h30 / 12h00 para conseguir fazer seu sono 12h30 / 13h00. Nesta transição, é necessário fazer um ajuste do horário do sono noturno. Como a criança só dorme uma vez por dia, ela precisa ir para a cama um pouco mais cedo.

Esperamos que você tenha gostado de saber das transições de sonecas!

Texto por: Maternity Coach