Protetor de berço: Porque não comprar.

Amiga, pode ser lindo, pode compor a decoração do quarto, mas é tão perigoso, você não acha? Tudo que oferece um possível risco para o seu bebê já deve ter uma compra bem raciocinada, quando tem mais de um risco então, tirar da lista de compra talvez seja o mais sensato a se fazer.

Mas não quero estragar a sua festa, pelo contrário. O protetor de berço é lindo, e pode amortecer uma possível batida enquanto o bebê se movimenta no sono, embora eu acredite que nem se ele estiver sonhando embalado no rock’n’roll, ele vai ter um movimento tão brusco assim, principalmente nos primeiros meses. Mas pode sim acontecer.

Como pode acontecer também do protetor de berço sufocar o bebê, servir de escada para ele tentar sair do berço, ter objetos que podem ser engolidos como botões, serem de tecidos que causem alergia e muitas outras situações que devem fazer você refletir se deve ou não comprar o protetor de berço para seu filho.

protetor de berço americano

 

O protetor de berço é composto por proteções de espuma para as laterais e cabeceira do berço, além de lençóis e fronhas que compõe o conjunto. Algumas almofadas e pelúcias também podem fazer parte do kit, além dos mosquiteiros que em algumas regiões podem ser bem úteis. De tecidos e acabamentos variados, você pode comprá-los em feiras de artesanato, lojas especializadas em enxoval de bebês e pela internet, além de encomendar sob a medida do berço do seu filho para costureiras que entendem deste produto.

Se esta for sua opção, considere as seguintes dicas para escolher o protetor de berço do seu filho:

Tecido e limpeza

O tecido do protetor de berço deve ser de algodão e muito macio, principalmente os lençóis e fronhas aonde o bebê terá mais contato. A pele do bebê é muito sensível, e alguns ainda podem desenvolver alergias na pele.

Considere ter pelo menos mais de um. Eles não costumam ser baratos, mas o berço do bebê deve ser constantemente higienizado, e fronhas e tecidos trocados. Alguns são laváveis em máquina de lavar e podem ser retirados da espuma que dá estrutura para o protetor.

protetor de berço neutro

Como escolher o protetor de berço ideal

Mais importante do que a harmonização com o restante da decoração, o protetor de berço não deve representar um risco para o bebê. Qualquer detalhe como botões que podem ser engolidos, e laços que podem enroscar nos braços ou pescoço do bebê são dispensáveis. Outros detalhes soltos, como ursinhos e outras almofadas devem ser retiradas quando o bebê for dormir.

Escolha um que tenha a espuma bem fina, ou que sejam de telas, outro item interessante de comprar nos EUA caso esteja pensando em comprar o enxoval fora, assim como carrinhos de bebê e bebê conforto, que costumam ser mais baratos por lá. Neste post AQUI você encontra 7 dicas de como escolher o carrinho de bebê do seu filho, outro item que pode gerar dúvida nas mamães.

protetor de berço bolinhas

 

protetor de berço franjas

Tecidos diferentes podem causar alergias, além de ajudar a acumular poeira. Franjas e outros detalhes soltos podem ser engolidos pelo bebê.

protetor de berço safari

Este protetor contém muita espuma, o ideal é que seja bem fino.

protetor de berço meio berço

protetor de berço antisufocante

 

protetor de berço rosa antisufocante

Essa versão americana é de telinha, evita que a criança coloque os bracinhos e pernas para fora. Além de ser mais seguro, dá um aspecto mais limpo, você não acha?

Sei que fazemos tudo com muito amor para nossos filhos, mas além do coração, precisamos raciocinar em relação a segurança dos nossos filhos. Aproveite esta dica para te ajudar na escolha, e considere também conferir nossos posts sobre cama compartilhada e/ou a quarto Montessori.

Quer mais informações sobre universo materno?

Mandamos conteúdos exclusivos sobre educação infantil, chá de bebê, enxoval, e muito mais!

Comente com o Facebook

comentários