Sono, como ajudar o seu bebê dormir bem!

pinterest

O sono é fundamental para o bebê, pois enquanto ele dorme seu cérebro produz novas células que são necessárias para o seu desenvolvimento físico, mental e emocional. Os bebês que dormem bem consequentemente brincam bem, comem bem, interagem melhor com as pessoas a sua volta. Ao contrário, os bebês que dormem mal, não se sentem bem ao longo do dia, ficam irritados, choram muito, ficam desatentos, mal-humorados, etc…Por isso a importância de bebês e crianças dormirem bem pois está diretamente relacionado com seu desenvolvimento.

Bebês de 0 a 3 meses precisam em torno de 14 a 16 horas de sono (incluindo 4 a 5 sonecas durante o dia).Os de 3-6 meses necessitam de 12 a 14h de sono (incluindo 3 a 4 sonecas durante o dia). Á partir dos 6 meses até o primeiro ano em torno de 13 horas de sono (incluindo 2-3 sonecas durante do dia).

Como funciona o sono do bebê

Os bebês intercalam as fases do sono: sono leve com o sono profundo, varia de 30 a 45 minutos a duração de cada fase. Quando a criança está no sono profundo o rosto do bebê fica relaxado, ele fica calmo, suas pálpebras ficam fechadas e paradas, sua respiração é silenciosa e regular, ele faz poucos movimentos corporais e é justamente no sono profundo que atua o hormônio do crescimento, portanto ter hábitos saudáveis de sono ajuda no crescimento e desenvolvimento da criança.

Em contrapartida no sono leve, o bebê fica inquieto, os olhos piscam, as pernas e os braços se movimentam, o bebê costuma sugar, franzir e mastigar, a respiração se torna irregular.

Geralmente é entre a transição de um sono para o outro (leve para o profundo ou vice-versa) que o bebê pode acordar por não ter a habilidade ainda de conseguir passar de um para o outro sem acordar. Quando acorda não consegue voltar a dormir sem a ajuda dos pais e é aí que os hábitos de sono começam.

Não é saudável para as crianças de 1 ou 2 anos de idade acordarem 2 ou 3 vezes durante a noite, pois a privação de sono gera um impacto destrutivo no seu sistema nervoso central, levando a diminuição nas suas habilidades motoras, capacidade reduzida de pensar, irritabilidade, perda de concentração, instabilidade emocional, colapso de tecidos e células, etc…Bebês e crianças pequenas que sofrem da privação do sono podem sentir fadiga crônica.

Possíveis causas para a criança não conseguir dormir, ou acordar após dormir um período:

  • Bebê não se alimentou adequadamente (então ele irá acordar em seguida pois estará com fome. É normal os bebês dormirem enquanto mamam, e na maioria das vezes eles dormem sem ter feito ingerido a quantidade correta de leite, por fazerem uma refeição incompleta acabam acordando logo em seguida pois estarão com fome ainda);
  • Fralda suja (por isso certifique sempre antes de por o bebê para dormir que suas fraldas estão limpas);
  • Quando os dentes estão nascendo;
  • Quando o bebê passa por um impulso do crescimento;
  • O ambiente está muito frio ou muito quente;
  • Está com algum incômodo como febre, gases, cólicas, etc…
  • Está acostumado com algum mecanismo de indução e por isso não sabe voltar a dormir sozinho.

Mecanismos de indução ao sono

O bebê por volta do segundo mês já adquire a capacidade de dormir a noite inteira. está habilidade deve ser aperfeiçoada ao longo dos meses já a criança que sofre da privação do sono continuamente tem falta dessa habilidade.

O primeiro sinal do sono é a sonolência e os mecanismos de indução do sono atuam justamente nesse momento, ou seja, para ele cair no sono precisa agora de uma ajuda externa (mecanismo de indução). Veja alguns exemplos de mecanismos de indução:

  • Embalar até dormir;
  • Dormir com o bebê na cama;
  • Chupeta;
  • Paninho ou ursinho de pelúcia;
  • Passear de carro para ele dormir;
  • Assistir TV para pegar no sono;

Trocando o dia pela noite

Bebês muito novinhos não conseguem distinguir ainda dia e noite por isso precisam da ajuda dos pais para entender que o dia foi feito para brincar, ficar acordado e a noite foi feita para dormir. Mesmo eles não entendendo esse sistema, possuem a necessidade biológica dessa distinção.

Para que o bebê se acostume com a nova rotina, os pediatras recomendam manter o movimento normal da casa, a ideia é que a criança se acostume com os barulhos da casa durante o dia e a noite perceba que a casa ficou mais silenciosa. Durante o dia não coloque o bebê para dormir em um ambiente completamente escuro, deixe sempre alguma claridade para ele entender que é dia, já a noite deixe o quarto do bebê o mais escuro possível, no máximo com uma luz bem franquinha, para que o bebê entenda que é noite. Lembre-se o bebê naturalmente não saberá distinguir dia e noite, você precisará ensinar isso a ele, e uma das formas de ensinar é estabelecendo rotinas e padrões. Bebês amam rotinas pois isso torna as coisas previsíveis para ele.

Dicas para ajudar seu bebê a dormir melhor

  • Crie um ritual antes da hora de dormir, por exemplo dar banho, fazer massagem, ler uma história, etc.(assim sempre que iniciar a sequência do ritual o bebê entenderá que é hora de diminuir o ritmo que logo ele irá dormir).
  • Procure deixar o ambiente mais calmo a noite (sem barulhos altos de TV, som, gritarias, etc.)
  • Mantenha o quarto do bebê o mais escuro possível para que ele entenda que é noite;
  •  Antes de dormir certifique-se que o bebê está com as fraldas limpas, amamentado, não está com nenhum incômodo como gases, febre, cólicas, etc… que acabam por atrapalhar o sono;
  • Certifique-se que a temperatura do quarto está adequada e que suas roupas estão apropriadas à temperatura (bebês com frio ou calor terão mais dificuldades para pegar sono);
  • Use um cueiro ou uma manta para deixar o bebê bem “fechadinho” (bebês muito novinhos ainda não compreendem seus movimentos, portanto se assustam facilmente com seus próprios braços e pernas, por isso deixá-los bem presinhos lembra o útero e faz com que relaxem e se sintam confortáveis);
  • Tente não retornar ao quarto a qualquer choramingo do bebê (quando o bebê está passando por uma das fase de transição do sono, ele pode emitir alguns sons, choramingar um pouco mas se você interferir nesse momento pode de fato acordá-lo e então será bem mais difícil fazer ele voltar a dormir, portanto sempre dê uma PAUSA, ou seja, espere alguns minutos para ver se ele não conseguirá voltar ao sono sozinho antes de você interferir).

Posição para dormir

Antigamente era comum os bebês dormirem de ladinho ou de bruços, mas segundo novos estudos relacionados com a síndrome da morte súbita, a Sociedade de Pediatria recomenda que os bebês sejam colocados para dormir de barriga para cima pois nessa posição a cabeça do bebê ficará de lado o que evita riscos de engasgar ou regurgitar.

Por questões de segurança nunca deixe bichinhos soltos no berço, o berço deve conter apenas o lençol de baixo bem esticado, sem travesseiros ou cobertores. Também recomendam que não se utilize o kit berço principalmente os mais fofos pois apesar de bonitos o bebê pode se sufocar nele.

Como embrulhar o recém-nascido

Segue abaixo uma sequência de imagens que ilustram como embrulhar o bebê recém-nascido. Esse “embrulho” ajuda o bebê a dormir melhor, pois este se sente seguro e confortável lembrando para ele o útero da mãe. Você pode chegar a achar que o bebê estará se sentindo preso e  que isso é ruim para ele, mas não é pois até pouco tempo eles estavam bem apertadinhos no útero da mamãe e portanto estar bem presinhos assim os deixa seguros e permite que se acalmem e durmam melhor.

pinterest
pinterest

Lembrando que cada família tem seu ritmo e hoje em dia existem muitos métodos para fazer o bebê dormir mas o mais importante é que independente do método escolhido não falte AMOR e PACIÊNCIA pois TODOS UM DIA APRENDEM A DORMIR. Uns podem demorar mais, outros menos mas um dia todos conseguem dormir a noite toda. Não deixe que os desafios do início roubem a alegria e o prazer de cuidar do seu bebê!

Quer mais informações sobre universo materno?

Mandamos conteúdos exclusivos sobre educação infantil, chá de bebê, enxoval, e muito mais!

Comente com o Facebook

comentários