Tampão Mucoso

Tampão Mucoso

O tampão mucoso é uma secreção mucosa, bem espessa produzida na fase inicial da gestação pelas glândulas do colo do útero, ele funciona como uma “rolha” de proteção bloqueando o ambiente interno do útero do ambiente vaginal.

A função do tampão é proteger o bebê da flora vaginal, e impedir que bactérias e microorganismos cheguem até o útero e interfiram na gestação e no desenvolvimento do bebê.

Como se forma o tampão mucoso?

Ele se forma no início da gestação, quando os níveis hormonais mudam radicalmente e com isso há um aumento significativo do hormônio principal feminino, a progesterona, e esse aumento na fase inicial da gestação, faz com que as glândulas do colo do útero produzam o tampão mucoso.

Ele se localiza logo após o canal vaginal, fechando o colo do útero e permanecendo assim até que o bebê esteja pronto para nascer.

Quando acontece a saída do tampão mucoso?

Geralmente o tampão mucoso é expelido no final do terceiro trimestre, ou seja, entre 37 e 42 semanas de gravidez. Quando se inicia o processo de dilatação do útero, começa a se formar uma pequena abertura do canal do colo do útero, conforme a dilatação aumenta o tampão se desprende (como se fosse uma rolha) e sai pela vagina. O tampão pode sair durante o trabalho de parto, quando o bebê já estiver nascendo ou alguns dias e até mesmo semanas antes do bebê nascer, na fase dos pródomos.

É importante salientar que a perda do tampão não significa que a mulher está em trabalho de parto efetivo, pois como já mencionado ele pode sair semanas antes do bebê nascer, mas ele é anúncio que o trabalho de parto está próximo de acontecer.

Com a saída do tampão não é necessário ir para o hospital, mas é importante avisar seu médico(a) obstetra para que ele passe as orientações adequadas. Por exemplo, com a saída do tampão mucoso significa que o colo do útero está parcialmente aberto, expondo a bolsa de águas às bactérias da vagina, por conta disso alguns médicos orientam as pacientes a suspenderem as relações sexuais nesse período e os banhos de piscina, banheira, mar, etc.

Por outro lado existem médicos que não apoiam essa conduta, por não existirem dados científicos suficientes que sustentem essa conduta médica, sendo assim as orientações variam de médico para médico e o mais adequado é seguir as orientações que seu médico lhe direcionar.


Aproveite e confira:


Como identificar o tampão mucoso?

tampão mucoso
https://vidasaudavel.einstein.br/

O tampão mucoso é muito semelhante em aspecto ao corrimento vaginal, sendo a diferença que ele é espesso e tem aparência de uma clara de ovo esbranquiçada, com tamanho aproximado de 4 a 5 centímetros. Mas ele pode sofrer algumas variações de textura e cor, sem indicativo de riscos para a gravidez.

Ele pode ser expelido com um pouco de sangue, também sem necessidade de preocupações extras, isso geralmente acontece em gestantes de primeira viagem, pois a parede uterina é mais rígida e portanto é comum os vasos sanguíneos se romperem durante a gestação. Já nos casos de mulheres que já passaram por outras gestações, a parede uterina costuma ser mais elástica e portanto a ruptura dos vasos é mais incomum.

  • Forma: ele pode sair inteiro ou em pedaços;
  • Textura: de clara de ovo, uma gelatina firme ou uma gelatina amolecida, textura “grudenta”;
  • Cor: transparente, amarelada, avermelhada, em tons terrosos ou embranquecida;
  • Cheiro: não tem cheiro forte e nem desagradável (normal da maioria dos corrimentos) a menos que a paciente tenha alguma infecção vaginal.

A saída do tampão em si não ocasiona dor, mas após sua saída podem se iniciar cólicas leves e contrações, pois muitas vezes a saída do tampão marca o início do trabalho de parto.

O tampão pode sair antes do tempo?

Sim pode acontecer alguns casos de o tampão sair no primeiro trimestre da gestação, e a principio não seria um problema pois pode estar apenas sinalizando que o corpo está se adaptando as mudanças ocasionadas pela gestação. Nestes casos o corpo volta a produzir um novo tampão para proteger o útero. Geralmente não volta a acontecer de novo depois, mas caso isso ocorra novamente informe o médico que está acompanhando seu pré-natal.

Quando o tampão sai depois do segundo trimestre e antes das 37 semanas é recomendado que se procure uma emergência obstétrica pois pode ocorrer risco de parto prematuro, pois o útero fica mais vulnerável e suscetível as infecções, e uma das possíveis consequências é a ruptura precoce da bolsa de líquido amniótico, favorecendo um parto prematuro.

Após a saída do tampão o que fazer?

Quando o tampão mucoso sai após as 37 semanas, é indicativo que o trabalho de parto está começando e outros eventos podem ocorrer na sequência como o rompimento da bolsa e as contrações frequentes e regulares. As vezes o trabalho de parto pode levar até três semanas depois da saída do tampão para iniciar. Portanto a gestante deve tentar manter a calma e prestar bastante atenção aos sinais do parto como contrações, dilatações e rompimento da bolsa.

close