Visitas a recém-nascido, regras de etiquetas!

http://meumundopinkeblue.blogspot.com.br/2013/07/10-regras-de-etiqueta-para-visitar-um.html

Bebês são irresistíveis, e tão logo se tenha a notícia de que o bebê da sua amiga, irmã, cunhada, etc … nasceu você já quer sair correndo para ir dar uns chamegos no novo baby! A nossa alegria é tanta que as vezes nos esquecemos de como é para o outro lado (o lado dos pais) de receberem cada uma das visitas empolgadissimas para ver seu bebê. Não nos damos conta que não é só nós que teremos essa brilhante ideia, mas muitos outros amigos e familiares também irão querer conhecer o novo baby e essa avalanche de visitas nem sempre é o melhor para o recem-nascido e para os novos papais que ainda estão se adaptando a nova vida.

Por isso reuni aqui algumas dicas que podem ajudar em como se portar nessa hora, tornando as coisas mais educadas e colaborando com a vida do novo bebê e dos novos papais do pedaço.

1 – LIGUE ANTES

Nunca, mas nunca mesmo apareça de surpresa, vamos deixar as surpresas para outro momento. Esse momento é muito delicado para as futuras mamães que ainda estão se adaptando com a nova rotina, então sempre antes de visitar ligue antes! Para ver qual o melhor horário, melhor dia, melhor momento para receber a sua visita, de forma que você se sentirá bem-vinda e os pais se sentirão confortáveis com a sua presença. Pois não existe nada pior que chegar para visitar o recém-nascido numa hora imprópria, você não irá se sentir bem e os pais ficaram perdidos e divididos em atender o bebê e você.

2 – HOSPITAL OU MATERNIDADE

Sempre surge essa dúvida, melhor é receber visitas no hospital ou em casa? Depende de cada família mas no geral no hospital, devido ao pouco tempo destinado as visitas e ao fato que o bebê acaba de nascer e a mãe está exausta do parto, iniciando a amamentação que pode estar sendo difícil, é melhor deixar esse tempo reservado apenas para os familiares mais íntimos. O melhor é sempre visitar em casa, depois de algumas semanas do nascimento do bebê, aonde os pais provavelmente já estarão mais familiarizados com a nova rotina.

3 – NÃO SE DEMORE MUITO NA VISITA

É importante saber principalmente para quem não foi mãe ainda que geralmente o bebê mama de 3 em 3 horas no mínimo, sendo que dentro dessas 3 horas tem o tempo da mamada, arroto, troca de fraldas e portanto destinar atenção para uma visita é muito complicado. Sem falar que essa rotina de 3 em 3 horas é o dia todo, noite e dia, por isso é bem provável que a mãe esteja exausta, com sono, cansada, portanto faça visitas rápidas para atrapalhar o mínimo possível a rotina do bebê.

4 – LAVE SEMPRE A MÃOS

Ao chegar na casa ou hospital, a primeira coisa a fazer não é cumprimentar as pessoas, nem mesmo tocar no bebê. Vá direto ao banheiro para fazer a devida higiene das mãos. Lave bem as mãos até a altura do cotovelo com água corrente e sabonete neutro (evite os sabonetes perfumados que podem provocar alergias no bebê) e após higienize com álcool gel. Esses pequenos cuidados evitam a contaminação de vírus e bactérias para o bebê, pois ele ainda não tem os anticorpos de um adulto e portanto um pequeno resfriado para nós pode se tornar uma pneumonia para um bebê podendo levar até a morte. Portanto TODO CUIDADO É POUCO!

5 – SE ESTIVER DOENTE, NÃO VÁ

Parece lógico, mas nem sempre é. Se estiver com resfriado, gripe, conjuntivite ou qualquer outra doença infectocontagiosa, suspenda a visita. A ideia de que “eu não vou nem chegar perto, e não vou segurar a criança” não basta!!! Como o sistema de defesa do organismo da mãe e do bebê estão fragilizados, não é adequado arriscar.

6 – NÃO FUME

Nem pense em fumar!!! E a restrição vale para horas antes da visita, pois as substâncias do cigarro ficam impregnadas em roupas e mãos dos fumantes. Os resíduos que permanecem são tão prejudiciais quanto a própria fumaça. O contato do bebê com o material tóxico o expõe a uma probabilidade dez vezes maior de adquirir uma pneumonia aguda e ao aparecimento de um fenômeno chamado de hiperesponsividade brônquica – uma resposta exagerada do pulmão desencadeada quando a criança tem uma maior sensibilidade a infecções respiratórias – como bronquite, rinite e otite.

7 – COMA ANTES DE IR OU LEVE ALGO PARA COMER

A mãe estará com seu tempo exclusivo para os cuidados do bebê, portanto não espere que ela vá lhe receber com uma refeição pronta! Para isso vá já alimentado, com o intuito de apenas conhecer o bebê realmente. Ou ainda, um ato extremamente gentil é levar algo para comer com a família, como um bolo ou prato de salgado, pois as vezes os pais não conseguem tempo para preparar uma refeição.

8 – OFEREÇA AJUDA

A melhor visita é aquela que não espera ser tratada como visita nesse momento, mas compreende a mudança na vida e rotina dos pais e se solidariza com eles a ponto de se oferecer para ajudar. Pode ser apenas lavar uma louça, pois toda ajuda é bem-vinda. Claro nunca faça nada sem antes perguntar se pode fazer. Mas a grande maioria para não dizer que todas as mães aceitariam com muita alegria ajuda com as coisas da casa, que acabam ficando de lado por causa dos cuidados com o bebê.

9 – SE POSSÍVEL NÃO LEVE CRIANÇAS

Nesse primeiro momento, como o bebê é muito pequeno ainda é bom não levar crianças, se houver essa possibilidade é claro. Pois os pequenos podem fazer muito barulho ou querer pegar o bebê e beijá-lo sem parar, deixando os novos pais em desespero e você em uma situação constrangedora. É o comportamento normal e esperado. No entanto, talvez as primeiras semanas não sejam o momento adequado para iniciar esse tipo de convivência. É melhor aguardar alguns meses.

10 – NÃO PEÇA PARA A MÃE ACORDAR O BEBÊ

JAMAIS peça a para mãe acordar o bebê!!! Sono de recém-nascido é sagrado !!! Pelo menos para os pais que passam dias e noites acordados, esperando ansiosamente pelo momento em que o bebê finalmente fecha os olhos e descansa. Assim, eles também podem dormir um pouco ou fazer outras atividades. Por isso, se bem na sua hora de fazer a visita o bebê estiver dormindo, de forma nenhuma cogite a possibilidade de pedir aos pais que o acordem. Combine outro dia e outro momento para desfrutar da presença do bebê.

11 – CUIDADO COM AS FOTOS

Só tire fotos se os pais permitirem. Não seja indelicado tirando milhões de fotos do bebê e postando na internet. Tem pais que não querem expor os filhos na internet, então antes de tirar foto e postar nas redes sociais peça permissão aos pais. E quando tirar fotos, não esqueça de desligar o flash que incomoda os bebês.

12 – AMAMENTAÇÃO

Muitas mães ficam constrangidas ao dar de mamar na frente de outras pessoas, e preferem ficar sozinhas. Portanto caso perceba que a mãe quer dar de mamar para o bebê, veja como o momento de sair de cena e voltar em outro momento. Não queira acompanhar a mãe para ver ela dando de mamar, a menos que a mãe a convide ou diga que não tem problema que você fique enquanto ela dá de mamar.

13 – EVITE DAR CONSELHOS E PALPITES

Se possível evite dar conselhos e palpites a menos que sejam solicitados. Mesmo as mamães mais experientes que muitas vezes só querem ajudar, acabam sendo indelicadas ao ficar dando milhões de conselhos a nova mãezinha. É um momento de mudanças, inseguranças, medos, muitos sentimentos e muitos hormônios envolvidos, portanto a menos que a mãe peça algum conselho, não ofereça. As vezes o que a maioria das mães quer nesse momento é ser ouvida, ou um ombro para chorar e desabafar, esteja sensível e dê a mãezinha o que você gostaria de ganhar se estivesse no lugar dela, apoio e compreensão.

Veja mais temas relacionados:

Cuidados com o recém-nascido em casa

Recém-nascido, saiba quais exames deve fazer na maternidade

Dicas de roupas para recem nascido

 

 

 

Quer mais informações sobre universo materno?

Mandamos conteúdos exclusivos sobre educação infantil, chá de bebê, enxoval, e muito mais!

Comente com o Facebook

comentários