Kit de Higiene quarto de bebê – o que é necessário ter?

- Advertisement -

O quarto do bebê tem que estar com tudo organizado para a chegada do bebê, e um dos itens indispensáveis do enxoval é o kit de higiene que fará parte das muitas trocas de fralda, banhos, etc ele precisa ser prático e funcional, precisam estar ao acesso da sua mão todos os itens que você irá precisar.

Acredite isso é uma mão na roda, pois evita que você se desespere na hora da troca da fralda ou das higienes do bebê, pois enquanto você corre atrás para reunir todos os itens de que irá precisar, o bebê entra no modo “choro desesperado”… e nessa hora você que já estava nervosa vai para o estágio “estressada” ou se esvai em lágrimas de frustração (que por sinal é muito comum na rotina materna), e deixa eu te contar que mães nervosas deixam os bebês mais nervosos ainda e aí o caos está estabelecido… e tudo porque os itens essenciais não estavam organizados e à mão para a hora das necessidades.

Veja como ter os itens de higiene básicos e necessários organizados podem ser um verdadeiro salva-vidas para essas horas, pois nos primeiros meses do recém-nascido ele irá passar muitas horas entre trocas de fraldas, higienes e banhos, sendo então indispensáveis ter um kit de higiene pronto para uso nesses momentos.

Mas afinal do que se trata esse bendito kit “sobrevivência” ou melhor “kit de higiene”?! São itens necessários para as trocas de fraldas, banhos e higienes gerais do bebê que precisam estar todos em um mesmo local, de forma organizada e com fácil acesso.

Vamos ver que itens podem compor o kit higiene:

kit de higiene
Kit de Higiene. Imagem: Benvenuto Bambino

Para um básico kit de higiene os itens mais necessários são:

  • 1 bandeja;
  • 1 pote de cotonetes;
  • 1 pote de algodão;
  • 1 molhadeira ou tigela;
  • 1 garrafa térmica.

Agora vamos ver as funções de cada um brevemente:

Bandeja

Tem como função servir de base para os itens de higiene e proteger a cômoda ou armário na qual está encima. Ela deve ser grande o bastante para caber todos os itens de higiene (algodão, garrafa térmica, molhadeira, gazes) e ainda ter espaço para outros itens como cremes, remédios, escova de cabelo, etc.

Importante que ela seja revestida por algum material impermeável, uma vez que você irá manipular água encima dela. Se o quartinho tem uma decoração específica, a bandeja pode seguir a decoração do quarto, que fica um encanto!


Aproveite e confira:


Os potes

Os potes servem para armazenar o algodão, os cotonetes e as gazes. Precisam ser de fácil manuseio, com uma tampa fácil de ser aberta isso significa: fuja das opções de rosquear, e não esqueça que eles precisam ser limpos com muita frequência para evitar fungos e bactérias.

Algodão e gazes: servem para que você molhe na água morna dentro da tijelinha e faça a higiene do bebê com eles, pois os pediatras não recomendam que a higiene do bebê seja feita com lenços umedecidos nos primeiros meses de vida dele.

Cotonetes: ao contrário do que se pensa, que os cotonetes são para limpar dentro dos ouvidinhos do bebê, NÃO, eles não estão aí para essa função, eles são recomendados para a limpeza do coto do bebê que deve ser higienizado a cada troca de fralda por um período de 2 semanas aproximadamente, que é o tempo necessário para a queda do coto umbilical.

Molhadeira ou tigelinha

Quando você tira a água da garrafa térmica, você despeja ela na tigelinha para poder manipular a água e fazer a higiene do bebê. O ideal é que seja de um material que não quebre fácil, pois pode acontecer de você esbarrar nela sem querer e acabar caindo no chão, e se ela for de porcelana, vidro, etc vai ter cacos por tudo e essa é uma situação que a gente não quer viver né?! Então opte por materiais de acrílico, plástico ou fibra.

Garrafa térmica:

Ela é necessária justamente para que você sempre tenha água aquecida no trocador. Para fazer a higiene do bebê o ideal é que a água esteja morna, não muito quente para não queimar o bebê, sempre teste antes em você mesma para verificar se a temperatura está adequada.

Itens que podem ser adicionados à lista acima conforme sua escolha, e que não são obrigatórios mas auxiliam também:

  • Lixeira: neste caso para o descarte específico das coisas do bebê como fraldas, restos de gaze, algodão, cotonetes usados, etc. A desvantagem é que você precisa trocar diariamente o lixo, para não contaminar o ambiente em que ele está.
  • Porta-fraldas: é um facilitador, pois assim você não precisa sempre que for trocar a fralda do bebê pegar dentro do armário o saco todo de fraldas, elas já estarão a mão prontas para o uso. Ele pode ser de tecido, de madeira, de acrílico, enfeitado ou não, fica a critério e gosto do freguês, ele só precisa ser prático. O ideal é sempre optar por materiais que sejam de fácil limpeza, para poder fazer a higiene diária de forma adequada.
  • Caixinha de remédios: para reunir aqueles itens indispensáveis como termômetro, bolsa de sementes ou de água para as cólicas, creme para assaduras, antiséptico, antitérmico, etc.
  • Luminária: sempre bem-vinda, para não precisar “despertar” o bebê com nenhuma luz ofuscante logo que ele acorda, assim ele fica mais confortável e menos “estressado”, ideal para as trocas de fralda da madrugada.

Existem hoje no mercado diversas opções prontas do “kit de higiene”, assim você pode escolher um que seja no seu agrado, que combine com a decoração do quarto do seu bebê, e que inclusive pode ser personalizado até com o nome do bebê.

Pensando no custo-benefício as opções em MDF são as melhores, mas você também pode encontrar conjuntos em porcelana, prata, inox, acrílico, etc.

E se você é daquelas que uma um DIY (Faça você mesma) existem muitas ideias bacanas para fazer seu próprio kit higiene e ter um item para seu bebê que foi feito especialmente para ele recheado de amor, vale a pena se inspirar.

Ana Paula Fernandes - Equipe Sou Mãe
Casada, mãe de segunda viagem, descobrindo um novo universo, o universo das mães! E compartilhando um pouco de suas descobertas aqui no Sou Mãe!

Posts relacionados