estrias durante a gravidez

Saiba como evitar as estrias durante a gravidez!

Hidratação é a chave para deixar a pele mais bonita durante a gestação.

Apesar de a gravidez ser o sonho de muitas mulheres, essa fase costuma chegar com alguns incômodos, incluindo enjôos, dores e as estrias. O primeiro diminui depois do trimestre, o segundo só depois que o bebê nasce, mas as estrias podem fazer parte do corpo da mãe, se ela não se cuidar.

Não existe uma fórmula mágica para evitar de forma definitiva essas marcas. Algumas mulheres têm mais propensão a ter estrias e outras não, assim como ocorre com a celulite. Porém, de forma geral, vale a pena tomar alguns cuidados para preservar a pele e, assim, deixá-la mais bonita depois da gravidez, né?

Por que as estrias aparecem com frequência na gravidez?

As estrias são consequência direta do estiramento da pele. Como na gravidez, a barriga cresce bastante para alocar o bebê, é natural que seja esticada – e em um curto tempo. Em geral, essas marcas na pele aparecem depois da 25º semana de gestação, pois é quando ocorre um maior aumento de peso.

No começo, as gestante podem sentir a pele coçando e um pequeno desconforto. Isso significa que as estrias estão “saindo”. No primeiro estágio, as linhas são rosas, depois ela se tornam vermelhas, arroxeadas e, por fim, brancas (fase em que se tornam permanentes).

Embora muitas grávidas tenham medo do surgimento das estrias, na verdade, essas são mais fáceis de lidar do que se aparecessem em outra fase da vida. Inclusive, elas podem não ser tão visíveis¹, se a mulher tomar alguns cuidados assim que descobrir a gestação.


Aproveite e confira:


estrias na gravidez
Imagem: Pixabay

Como evitar as estrias durante a gestação?

Existem algumas medidas que as grávidas podem adotar, assim que confirmam a gestação, mesmo que ainda não haja barriga. Dessa forma, será possível evitar que a pele estique tanto ou, pelo menos, poderá manter melhor a hidratação.

A primeira forma de evitar as estrias é não ganhando tanto peso – veja aqui uma calculadora de ganho de peso gestacional. Apesar de ser difícil não resistir a algumas comidas e usar a desculpa de “comer por duas pessoas”, o ideal é que as grávidas não engordem em excesso.

Em média, é esperado que as mulheres ganhem 14 kg na gestação, mas isso irá depender de como elas estavam antes da chegada do bebê. Durante o pré-natal, o médico analisa a situação de cada paciente e pode sugerir um limite. A partir disso, vale a pena adotar hábitos saudáveis, tanto pela saúde do bebê quanto pela saúde e bem-estar da mãe.

Nesse sentido, optar por alimentos ricos em vitamina C e E é muito importante. A vitamina C auxilia na absorção de colágeno – responsável pela elasticidade do corpo – além de manter a pele jovial. Já a vitamina E impede a formação de um tecido mais espesso, fazendo com que a superfície fique mais sedosa.

Outro aspecto muito importante é o consumo de água. Além de ser essencial para o desenvolvimento do feto, melhorar a irrigação do útero e da placenta, manter os níveis do líquido amniótico, ela também é necessária para a hidratação. Por isso, as grávidas que se mantém hidratadas diminuem as chances de desenvolver estrias.

Porém, a água pode não ser suficiente para deixar a pele bonita. Para garantir a hidratação externa, vale a pena ainda apostar em cremes, sobretudo naqueles feitos especialmente para essa fase. Diversas marcas têm produtos próprios para evitar as estrias, como a popular linha Mamãe e Bebê que é possível ver na Revista da Natura².

Como visto, apesar de as estrias não poderem ser evitadas por completo durante a gravidez, é possível adotar alguns comportamentos para atenuá-las. Medidas simples como beber bastante água, usar creme e se alimentar bem podem ajudar a preservar a pele nesse momento tão especial na vida da mulher.

Fontes:

1: http://www.blog.saude.gov.br/promocao-da-saude/30281-estrias-podem-ficar-menos-visiveis-se-forem-tratadas-logo

2: https://www.kimbino.com.br/natura/

Deixe um comentário

close