Método Montessori e os 6 pilares educacionais

Método Montessori e os 6 pilares educacionais

Períodos sensíveis da criança, pilares educacionais e questões práticas do Método Montessori.

O método motessori, foi fundado pela pedagoga, médica e educadora italiana Maria Montessori (1870-1952), ela foi a primeira mulher a se formar em medicina em seu país, a Itália. Logo se interessou pelo desenvolvimento do aprendizado infantil.

Em uma época em que a educação era marcada pela rigidez e até mesmo por castigos físicos, Montessori mudou os rumos da educação tradicional ao incentivar o desenvolvimento do potencial criativo desde a primeira infância, elaborando e aperfeiçoando técnicas de aprendizagem que procuravam relacionar de uma forma harmônica: atividade, liberdade e a individualidade da criança. Em 1907, ela criou a primeira “Casa dei Bambini” (Casa das crianças) e em meados de 1940 seu método se difundiu pelo mundo. No Brasil ela foi implementada à partir de 1910 e cada vez mais têm conquistado novos adeptos.

Com destaque no processo de evolução infantil, o Método Montessori considera que todas as crianças têm a capacidade de aprender de forma espontânea a partir das experiências que lhe são propostas em seu ambiente, respeitando sempre o tempo, personalidade e liberdade individual da criança.

É importante destacar que apesar de o método colocar a criança como protagonista do seu aprendizado, isso não limita a função dos pais e educadores, que continuam sendo facilitadores no processo de desenvolvimento da criança.

O desenvolvimento segundo Maria Montessori se dá por períodos chamados de “períodos sensíveis”, de forma que em cada época da vida corresponde a um período aonde predominam características e sensibilidades específicas. Com base em anos de estudos e observação, Montessori traçou perfis gerais de comportamento e de possibilidade de aprendizado para cada faixa etária, levando em conta também a individualidade de cada criança. A partir dessa compreensão é possível utilizar recursos mais adequados correspondentes a cada fase.

Método Montessori
Imagem: https://www.vobi.com.br/vobi-design/metodo-montessori-aprenda-como-aplicar-na-decoracao

Períodos Sensíveis:

  • Período Sensível do Movimento: para sobrevivência a primeira coisa que o ser humano precisa desenvolver e dominar é o movimento, por isso esse primeiro período é muito importante e ao longo dos primeiros anos a movimentação será constante. Portanto é necessário permitir que a criança possa se desenvolver de forma livre, brincando, explorando, correndo, andando em ambientes naturais e não sintéticos.
  • Período Sensível da Linguagem: o próximo período sensível é o da linguagem, e nesse período é necessário que a criança ouça muito, fale muito e também seja muito ouvida. Conversar com as crianças desde bebê irá auxiliar nesse processo, assim como cantar e ler poesias e histórias. E quanto mais você a escutar, mais ela irá falar e isso irá influenciar significativamente a aquisição da linguagem.
  • Período Sensível da Atenção a Detalhes: assim que a criança consegue se mover um pouco ela começa a perceber o mundo a sua volta, e os detalhes lhe chamam atenção. Ela observa um inseto, um pássaro, uma árvore ao fundo, essa habilidade é fascinante para ela, e portanto nosso papel é compreender a fixação da criança, esperando o tempo dela de observação, sem interrupções.
  • Período Sensível do Desenvolvimento dos Sentidos: os sentidos estão em pleno desenvolvimento desde o nascimento, a criança se depara com uma infinidade de estímulos distintos: cores, formas, sons, texturas, aromas, temperaturas, etc. Para esse momento, não ofereça estímulos demais em seu ambiente (paredes e mobílias neutras, tons leves, poucos brinquedos, de preferência sem decoração), pois o mundo a sua volta já é cheio de estímulos para ela, que podem deixá-la cansada, irritada, estressada, etc.
  • Período Sensível da Ordem: a criança precisa se sentir segura em relação ao seu ambiente e ao tempo, portanto ela irá precisar de ordem no ambiente, no tempo e na conduta do adulto. A ordem no ambiente, é um local aonde cada coisa tem seu lugar de forma fixa. A ordem no tempo, é que a criança precisa de rotina. E a ordem da conduta do adulto, diz respeito a maneira como interagimos com a criança.
  • Período Sensível da Graça e cortesia: é o período que a criança passa a imitar nosso comportamento, de forma a se portar de uma maneira que agrade as pessoas ao seu redor. É o despertar para um senso de comunidade, buscando comportamentos mais adequados.
  • Período Sensível da Música e Ritmo: a criança vai construindo padrões conforme escuta os sons do ambiente, ela explora esse sons por curiosidade e prazer. Coloque músicas dignas para ela ouvir, e apreciar. Ofereça instrumentos musicais para ela explorar nesse período notando se há interesse por algum em específico.
  • Período Sensível do Refinamento dos Sentidos: perto dos três anos de idade a criança dá um passo de organizar as suas sensações, a organização interior da criança entra em ação.
  • Período Sensível da Escrita e da Leitura: inicia no processo de linguagem, adquirindo vocabulário e depois passa para o passo da escrita e leitura propriamente dita.
  • Período Sensível da Matemática: a matemática é a linguagem que permite expressar o mundo com repetições, padrões e categorias. Este período sensível é o que ela está mais suscetível para absorver o mundo pela observação de comportamento e organiza depois tudo em padrões repetidos e categorias limitadas buscando a perfeição.

Após essa breve explanação sobre o períodos sensíveis dentro do método Montessori, vamos falar sobre os seis pilares educacionais que seu método está embasado:

1. Autoeducação

É a capacidade natural que as crianças têm de aprenderem sozinhas através da exploração e investigação do mundo ao seu redor. Para isso é muito importante que ela tenha liberdade para aprender e também repetir o exercício quantas vezes ela precisar. Para auxiliar nesse processo de aprendizagem, é oferecido a criança tanto um ambiente adequado como bons materiais para que ela consiga aprender sozinha com os seu erros e acertos e assim se desenvolver em seu próprio ritmo.

Imagem: https://www.educlub.com.br/torre-rosa-o-material-icone-do-metodo-montessori/
Imagem: https://psicologiaacessivel.net/2015/04/25/metodo-montessori-outro-olhar-sobre-ensino-e-aprendizagem/

2. Educação como ciência

A educação sendo vista como uma ciência ela ajuda a compreender o processo de aprendizagem de forma individual, permitindo assim que se desenvolva uma educação mais efetiva, pois dessa forma cada criança é analisada individualmente. E o professor utiliza métodos científicos de observações, hipóteses e teorias para entender melhor e também ensinar melhor cada criança.


Aproveite e confira:


3. Educação Cósmica

A educação cósmica auxilia a criança a compreende o mundo, sendo assim o educador deve levar a criança ao conhecimento de forma organizada, ressaltando de que tudo no universo tem sua tarefa, bem como o ser humano que deve estar plenamente entendido do seu papel no lugar que ocupa no mundo.

4. Ambiente Preparado

Método Montessori
Imagem: https://psicologiaacessivel.net/2015/04/25/metodo-montessori-outro-olhar-sobre-ensino-e-aprendizagem/

O ambiente auxilia no desenvolvimento da criança, portanto ele precisa ser adequado para esse processo de aprendizagem que a criança trilhará. Ela precisa se sentir livre e com ferramentas que permitam sua autonomia, como móveis adaptados para sua faixa etária, também é necessário haver organização, clareza, oferta de objetos interessantes e assim todos esses elementos irão cooperar para incentivar a descoberta de novos aprendizados.

5. Adulto Preparado

O adulto preparado é o adulto que irá auxiliar a criança no seu processo de desenvolvimento, portanto ele precisa estar preparado, dominando o conhecimento sobre as fases do desenvolvimento infantil, bem como ter o domínio de ferramentas educativas e também estar preparado para permitir que a criança possa agir sozinha, explorando seu ambiente livremente e também estar presente no ambiente de forma que se a criança se sentir insegura para realizar determinada atividade, ela encontrará no adulto a segurança e apoio que necessita.

6 Criança equilibrada

Uma criança equilibrada é na verdade qualquer criança em processo de desenvolvimento natural, que tem como habilidade, se concentrar e respeitar a concentração do próximo, ser responsável e autônomo, ter autocontrole para saber lidar com as situações do seu cotidiano e ter autoestima para realizar suas potencialidades. Pois quando se oferecem os meios adequados para o desenvolvimento e evolução da criança como um ambiente adequado e a presença de um adulto preparado, a criança se sente segura e livre para se desenvolver de forma equilibrada e feliz, respondendo as características de cada fase de seu crescimento.

De acordo com Montessori, “uma das provas da correção do processo educacional é a felicidade da criança”, através dessa premissa é possível verificar se o método está sendo eficiente.

Questões práticas do Método Montessori

Método Montessori
Imagem: https://decoracao.biz/quarto-montessoriano/

A metodologia de Montessori pode ser aplicada a partir dos primeiros meses de vida da criança. Como um dos pilares do método é o ambiente preparado, é importante que adaptações sejam realizadas em todo o ambiente que o bebê irá se desenvolver. Sendo assim a mobília montessoriana é construída de maneira a adequar-se ao tamanho da criança, de forma a possibilitar seu acesso livre a todo o ambiente, e permitir que ela possa subir e descer da cama, abrir portas, guardar objetos, e tudo isso de forma segura.

close